Você está aqui: Página Inicial / Educação financeira: aprendizado pode ajudar crianças a serem mais responsáveis no futuro

Educação financeira: aprendizado pode ajudar crianças a serem mais responsáveis no futuro

por Helena publicado 11/07/2018 09h22, última modificação 11/07/2018 09h22

No Brasil, 61,2 milhões de pessoas estão endividadas, é o que dá conta o último relatório feito pelo Serasa Experian. O número representa quase 30% da população do país, e foi considerado recorde em abril deste ano. Para muitos, a situação é considerada um cenário de descontrole da economia. Já para os especialistas, a resposta é a falta de educação financeira.

De acordo com o administrador e especialista em finanças, André Massaro, “não há como o Brasil ir bem se os indivíduos não vão bem”. Para ele, a saúde financeira de uma sociedade é o reflexo de cada cidadão. “A economia do país é a soma de várias economias individuais”, afirma o administrador.

Escolas têm acrescentado educação financeira ao conteúdo pedagógico destinado às crianças. Na literatura infantil, gibis também colaboram com o aprendizado. É o caso de uma das obras recentes do cartunista Mauricio de Sousa,  “Descobrindo o valor das coisas”. Nela, seu filho Marcelinho aparece como personagem, um garoto que desperta o interesse por número nas crianças e incentiva a poupar e a  desenvolver um consumo consciente.

Para o presidente do Conselho Federal de Administração (CFA), Wagner Siqueira, essas iniciativas preparam as crianças para um futuro financeiro mais responsável. “Educar a criança que vai ser povo, que vai ser classe média e também dirigente da sociedade brasileira é fundamental. Isso é um serviço para o futuro”, conclui o líder da autarquia.

Este assunto foi tema de reportagem produzida pelo CFAPlay, na editoria “ADM em pauta”. A matéria traz especialistas, personagens e uma entrevista exclusiva com o criador da Turma da Mônica, Mauricio de Sousa. Confira em cfaplay.org.br.

 

Assessoria de Comunicação CFA

registrado em:
Publicações