Você está aqui: Página Inicial / Você sabia? Profissional de Adm com reincidência em infrações pode perder registro

Você sabia? Profissional de Adm com reincidência em infrações pode perder registro

por Helena publicado 12/06/2018 11h50, última modificação 12/06/2018 11h50
A regra faz parte do novo Código de Ética aprovado este ano

O registro profissional é o principal aspecto no sentido de tornar legal o exercício da profissão de Administração. E, com a aprovação do novo Código de Ética, o Conselho Federal de Administração (CFA) determinou que o profissional que praticar uma determinada infração, por duas vezes e pelo mesmo motivo, pode perder o registro nos Conselhos Regionais de Administração, incluindo o de Sergipe (CRA-SE). Caso perca o registro, o profissional passa a ser proibido definitivamente de exercer a profissão.

A medida já está em vigor desde o mês de maio. Com o novo texto do Código de Ética, a cassação do registro profissional recairá sobre aos infratores caso a reincidência do ator infrator incidir dentro do prazo de cinco anos.

De acordo com o Diretor de Fiscalização e Registro do CRA-SE, o  Adm. Jorge Cabral, o  Código de Ética é a base para que o Administrador possa atuar pensando no coletivo."O código serve como um norteador para sua trajetória profissional. Por isso tão importante do que saber que existe o Código de Ética, é também saber quais são as infrações que podem ocorrer caso o profissional não atenda o que rege a norma", declarou Cabral.

Saiba quais são as infrações de acordo com o Código de Ética:

I. tratar outros profissionais ou profissões sem urbanidade, de modo a ofender sua dignidade, ou discriminá-los de qualquer forma;
II. manter sociedade profissional que explore atividade nos campos da Administração, sem registro no CRA;
III. assinar documentos elaborados por terceiros sem a sua orientação ou supervisão;
IV. afastar-se, sem justificativa, de suas atividades profissionais sem comunicar previamente ao seu cliente ou empregador;
V. violar, sem justa causa, sigilo profissional;
VI. pleitear, para si ou para outrem, emprego, cargo ou função que esteja sendo ocupado por colega, bem como praticar atos de concorrência desleal;
VII. obstar ou dificultar a fiscalização do Conselho Regional de Administração;
VIII. prejudicar, por meio de declaração, ação ou omissão, colegas de profissão, entidades representativas da categoria, bem como seus membros e dirigentes;
IX. induzir ou promover a convicções filosóficas, morais, ideológicas, religiosas, de orientação sexual ou a qualquer tipo de preconceito, quando do exercício de suas funções profissionais, ou como representante do CRA ou da profissão;
X. permitir a utilização de seu nome ou de seu registro profissional por organização onde não ocupe cargo ou não exerça atividade profissional típica de profissional de Administração;
XI. facilitar, por qualquer modo, o exercício da profissão a terceiros, não habilitados ou impedidos;
XII. recusar-se ou omitir-se quanto ao dever de prestar contas de bens e numerários que lhe foram confiados em razão do exercício profissional;
XIII. deixar de cumprir, as normas emanadas do Conselho Federal de Administração, e de atender às suas requisições administrativas, intimações ou notificações, no prazo determinado;
XIV. praticar, no exercício da atividade profissional, ato que seja caracterizado como assédio moral ou sexual;
XV. praticar, no exercício da atividade profissional, ato contrário à lei ou destinado a fraudá-la, ou contribuir
para a realização de ato definido como ilícito penal;
XVI. usar de artifícios enganosos ou fraudulentos para obter vantagem indevida;
XVII. prestar, de má-fé, orientação, proposta, prescrição técnica ou qualquer ato profissional que possa resultar em dano a pessoas ou organizações;
XVIII. incidir, no exercício da atividade, em erros reiterados que denotem inépcia profissional;
XIX. exercer a profissão quando impedido por decisão do Sistema CFA/CRAs, transitada em julgado.

Código de Ética

Quer saber mais sobre o novo regulamento e Código de Ética dos Profissionais da Administração? Acesse o documento na íntegra. Conheça também o regulamento do Processo Ético Disciplinar do profissional de Administração.

registrado em:
Publicações